Entre as várias fontes da pesquisa do Muidokan estão os ensinamentos históricos do karate antigo. Alguns desses ensinamentos costumavam ser transmitidos exclusivamente através de tradições orais (kuden 口伝) entre as gerações de praticantes. Outros ensinamentos foram registrados por escrito ao longo de algumas décadas pelo menos desde o século XIX pelos mestres de Okinawa.

Seja qual for o método de transmissão, o Muidokan conseguiu acesso a um número muito grande desses ensinamentos (muitos dos quais podem ser consultados nas obras da nossa página de recursos recomendados). O fundador do Muidokan Samir Berardo utilizou esse conhecimento adquirido para desvendar o conteúdo real dos kata e os poderosos métodos antigos de treinamento do karate antigo.

Através dessa pesquisa foi possível, por exemplo, compreender e reconstruir o método de treinamento e de desafio de luta conhecido como kakedameshi 掛け試し, baseado em confronto de curta distância. Foi possível também reaprender uma quantidade massiva de técnicas e princípios históricos de luta corporal, muitos dos quais incrivelmente eficazes, porém pouco conhecidos nas artes marciais modernas. Nós temos demonstrado muitas dessas técnicas e princípios nos nossos vídeos já publicados, como por exemplo aqui (Fundamentos de defesa pessoal e sequência devastadora) e aqui (Poder defensivo das técnicas históricas do karate). Demonstramos também vários exemplos de aplicações de hontou bunkai 本当分解 (bunkai real) que vieram com essa pesquisa, como por exemplo aqui (Pin’an Nidan) e aqui (Gojushiho).

Agora neste vídeo Samir demonstra um treinamento de kakedameshi de intensidade moderada. O fundador do Muidokan primeiramente assume um papel exclusivamente defensivo, utilizando uma grande quantidade dos princípios históricos pesquisados. Logo depois, ele utiliza uma única aplicação de hontou bunkai (para a forma antiga do joudan age-uke 上段上げ受け) consecutivamente, e mesmo restringindo-se a esse único movimento consegue desferir uma grande quantidade de golpes decisivos no oponente, que fica indefeso, embora seja um faixa preta e fisicamente mais avantajado. Não é uma questão de superioridade de artista marcial, mas sim da eficácia surpreendente dos ensinamentos do karate antigo dentro do contexto de luta corporal. O vídeo ainda identifica e descreve brevemente vários dos princípios que estão sendo utilizados, e a aplicação empregada ao final. Aprecie!

Related Posts